sexta-feira, 25 de maio de 2018

Aló, Deus?



 Ler em Português      Leer en Español

Você sabe orar?

Foto: rpuig.wordpress.org


De manhã, ainda meio dormido, toma o celular e começa a ver o facebook e as mensagens do whattsapp. De caminho ao trabalho e na hora do almorço é a mesma coisa. Está no grupo da familia, do trabalho, da Igreja, do curso que está fazendo, da escola dos filhos, do condominio... Churrasco com os amigos o fim de semana? Tem que chamar todo mundo!!!

Nos dias de hoje, celular, telefone, internet, vídeos, redes sociais são uma necessidade. Senão fica de fora de todo o que acontece ao seu redor. São as novas tecnologias ajudando na comunicação das pessoas.


Mas meu whatsapp não funciona com Deus, e agora?


Olá povo de Deus, essa semana vamos tratar de um tema muito comum, mas pouco conhecido. Por parecer fácil temos a tendência de ignorar a reflexão sobre ele. Por isso, hoje vamos falar sobre a oração.

Que é a oração?


Foto: Pixabay

Quando vejo as pessoas falando da oração sempre escuto a seguinte frase: "Oração é falar com Deus". Provavelmente você também já escutou, ou até falou isso, ou mesmo acredita nisso. Mas as coisas não são bem assim.

Essa frase tem um erro muito simples. Pense, quando você chama ou envia uma mensagem para alguém, o que você espera? Um monologo? Que o outro fale e fale e não se preocupe com você ou que você escreva sem parar e o outro visualize e não responda?

Por isso, orar no sentido que tem a frase acima descrita, nos faz praticar a oração pela metade. E, lamentávelmente, essa idéia está difundida em toda parte e até dentro da própia igreja.

A melhor definição de oração é a seguinte: "Oração é um DIÁLOGO com Deus".

O que isso significa? Que uma pessoa fala e a outra escuta, depois os papéis se trocam e o outro fala. Praticamos isso sempre quando estamos falando com alguém, é a base de toda comunicação.

Mas, porque quando falamos com Deus as coisas são diferentes?

Rezando dizemos tudo que nos angústia, agradecemos, pedimos por nós, nossas familias e pelas pessoas que nos pediram oração e Deus escuta. Mas quando chega a segunda parte do diálogo onde Deus fala... levantamos da cadeira e vamos embora. Será que esse modo de "falar com Deus" está certo?

Eu não acredito nisso, é necessário que a oração seja completa, fala e escuta. Mas como escutamos a voz de Deus?

Como dialogar com Deus


Um método muito prático e que a Igreja ensina é o de santo Inácio de Loyola que vou explicar agora.

Foto: Wikimedia Commons


Deus fala rotineiramente por um meio que se divide em três partes:


1° Pela Sagradas Escrituras, que é o própio texto bíblico.


2° Pela história, nossa história pessoal, o que acontece na nossa vida e é onde vemos as sutilezas de Deus.


3° Pela Igreja, que é a tradição da Igreja, a que nos ensina.


Estas são 3 partes de um único caminho.


Isso tudo é muito teorico. Como ter isso na prática?

O método de santo Inácio aborda estes passos todos e, se utilizado com frequência, favorece o crescimento humano e espiritual.


Vamos lá!

O método de santo Inácio de Loyola

Foto: Wikimedia commons


1. Prepare o local de oração. Procure um lugar calmo e isolado da sua casa e cuide desse ambiente. Limpeo, prepare um altar, uma imagem se quiser, uma vela, a bíblia e um caderno com caneta.


2. Procurar o texto e definir o tempo. Com o ambiente preparado, agora separe um texto das sagradas escrituras. Pode ser, por exemplo, o Evangelho do dia. Uma dica, dê preferência ao Novo Testamento. Defina também o tempo que você vai ter para oração.


Tudo pronto, vamos orar!


3. Me preparo para o diálogo. Comece invocando o Espírito Santo, pedindo a Deus a graça para viver bem este momento.


4. Momento de oração e meditação. Tome as sagradas escrituras e leia com calma a passagem, uma, duas, três ou quantas vezes forem necessárias. Analize cada detalhe escrito e não escrito. Imagina tudo que está acontecendo naquela passagem. As roupas que usam, a cor das roupas, como é o lugar, etc. Deixa sua imaginação fluir.

Veja o que vai chamando sua atenção e o que vai nascendo de forma natural. Compare o texto, seus sentimentos e pensamentos com a sua vida, e veja o que o Senhor está dizendo para você com tudo isso. De forma natural as coisas vão se ligando.

Depois você coloca isso diante da tradição da Igreja. Veja se o que nasceu de tudo isto contradiz o que a Igreja ensina. Por exemplo, se nasce aí que você deve largar o sua mulher, depois de estar casado por 25 anos, para ficar com a amante, compare com que a Igreja diz e verá que não tá certo.


5. Revisar nosso diálogo com Deus. É momento de lembrar e anotar o mais importante da nossa oração. Escreva os trechos da Sagrada Escritura que mais chamaram a sua atenção, seus sentimentos, suas angustias ou resistencias, o que mais gostou, etc.

Por último, é sua vez de falar e agradecer por este momento, fazer preces e súplicas. Finalize a oração com um Pai Nosso, uma Ave Maria e o sinal da cruz.


Conclusão


Esse método é muito simples, mas ao mesmo tempo difícil. Se você conseguir ser fiel a isso e todos os dias separar alguns minutos para rezar, logo vai ter a prática e verá a vida com a ótica de Cristo. Ela passa a ter um novo sabor e as coisas serão mais leves.


Foto: juventudedominicana


Que o senhor possa abençoar sua vida e que este método possa gerar muitos frutos de santidade na sua história.



Siga-me nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do meu blog e boa semana.



E agora gostaria de saber a tua opinião:

Como podes melhorar teu diálogo com Deus?

Nenhum comentário:

Postar um comentário